FESTA DO TRABALHADOR

FESTA DO TRABALHADOR

O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Divinópolis e Região realizou o dia 1 de Maio uma grande festa em comemoração ao dia do trabalhador. Cerca de 3 mil pessoas estiveram presentes no ev....

Ato político em Brasília denuncia ACE em 28 de novembro de 2012

Ato político em Brasília denuncia ACE em 28 de novembro de 2012

Ato político em Brasília denuncia ACE e prepara e marcha nacional em 2013 contra os ataques aos trabalhadores

 

 O seminário nacional em Brasília, realiz....

Sindicato leva solidariedade a colombianos em greve de fome

Sindicato leva solidariedade a colombianos em greve de fome

Dirigentes do Sindicato viajam, nesta sexta-feira, dia 17, a Bogotá, onde se encontrarão com o grupo de trabalhadores colombianos que fazem greve de fome, desde o final do mês passado, em protesto ....

Sindicato vota apoio à greve da educação federal

Sindicato vota apoio à greve da educação federal

Diretoria vota também apoio à greve da construção civil de Fortaleza

A diretoria executiva do Sindicato votou nesta segunda-feira, dia 28....

Rio+20 tem início, mas sem perspectiva de grandes metas

Rio+20 tem início, mas sem perspectiva de grandes metas

Paralelamente ao evento da ONU, será realizada a Cúpula dos Povos, com participação da CSP-Conlutas Tem sido destaque na mídia a Rio+20, conferência que com....

Sindicato fortalece iniciativas para defender empregos na GM

Sindicato fortalece iniciativas para defender empregos na GM

O Sindicato intensificou, nos últimos dias, as iniciativas para defender a manutenção dos empregos dos metalúrgicos da GM. Representantes do Sindicato têm cobrado do ....

Moção de solidariedade aos trabalhadores europeus da Opel e PSA

Moção de solidariedade aos trabalhadores europeus da Opel e PSA

Os trabalhadores não podem pagar pela crise criada pelos patrões e banqueiros que vivem da pilhagem e da exploração operária Nós, do Sindicato dos Metal&ua....

Moção de solidariedade aos trabalhadores da General Motors da Colômbia

Moção de solidariedade aos trabalhadores da General Motors da Colômbia

Os operários da General Motors na Colômbia estão expostos a precárias condições de trabalho. Seguindo o modelo de exploração adotado em todo o mu....

Imprimir
PDF

Rio+20 tem início, mas sem perspectiva de grandes metas

Paralelamente ao evento da ONU, será realizada a Cúpula dos Povos, com participação da CSP-Conlutas

Tem sido destaque na mídia a Rio+20, conferência que começa oficialmente nesta quarta-feira, dia 20, no Rio de Janeiro. Mas muitas pessoas ainda estão "alheias" ao evento, organizado pela ONU (Organização das Nações Unidas).

A Rio+20 é uma reunião da ONU com quase todos os países do mundo para discutir, segundo as palavras de seus idealizadores, como o mundo poderá crescer economicamente, tirar pessoas da pobreza e preservar o meio ambiente.

A conferência Rio+20 tem esse nome porque marca os 20 anos da Rio92 ou Eco92.

O evento tem realmente números muito expressivos. Além das diversas mesas de negociações entre os países, mais de mil encontros paralelos irão reunir governos, empresas, ONGs, acadêmicos e movimentos de distintas matizes políticas.

A temática da crise não será ignorada. Pelo contrário. Durante a Rio+20, haverá a defesa pela volta do crescimento da economia mundial, mas com sustentabilidade, palavra "mágica" (muito utilizada nos últimos anos) que, em linhas gerais, se refere à preservação dos recursos naturais, de modo que não prejudique as gerações futuras.

"Especialmente a economia verde opera o grande assalto ao último reduto da natureza: transformar em mercadoria e colocar preço àquilo que é comum, natural, vital e insubstituível para a vida como a água, solos, fertilidade, florestas, genes e outros", disse o ambientalista e teólogo Leonardo Boff, em artigo publicado no site da agência Carta Maior.

Em relação ao discurso majoritário dos presentes na Rio+20, a grande contradição é que capitalismo não combina com preservação ao meio ambiente. No atual sistema, a lógica não se limita apenas à exploração da classe trabalhadora, mas à utilização predatória das riquezas naturais do planeta em função do lucro.

Além disso, um evento de tal magnitude, mais uma vez, não deve terminar com a formalização de compromissos entre os países para a efetiva preservação do meio ambiente. Deverá ser publicada apenas "declaração conjunta", e não um documento que exija mudanças aprovadas pelos parlamentos, nem grandes investimentos.

A própria ONU divulgou, há poucos dias, dados muito preocupantes, segundo os quais, apenas quatro dos 90 objetivos ambientais mais importantes acertados nos últimos 40 anos tiveram avanços significativos. O número é inferior ao de objetivos que tiveram retrocesso: oito no total.

Contraponto
Paralelamente ao evento da ONU, será realizada a "Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e Ambiental", no Aterro do Flamengo, na capital fluminense.

A Cúpula, que funcionará como contraponto às discussões da Rio+20, contará com a realização de vários eventos, inclusive com a participação da CSP-Conlutas.

A principal bandeira da central no encontro será "Não existe desenvolvimento sustentável no capitalismo. Só o socialismo garante a preservação do meio ambiente".

No dia 20, um grande protesto será realizado, que deve ser engrossado por profissionais da educação e estudantes em greve.

Clique abaixo para baixar o panfleto da CSP-Conlutas que está sendo distribuído na Rio+20.
Anexos:
Fazer download deste ficheiro (ad7a3e796a087394b745.pdf)PANFLETO DA CSP-CONLUTAS RIO+20[ ]4904 Kb

Enquete

Qual a forma de conquistarmos PLR maior este ano?
 

Charge da Semana



VEJA MAIS CHARGES