Imprimir
PDF

Pedágio das rodovias de SP fica mais caro este mês

Alta é fruto do sistema de privatização das rodovias feito pelo PSDB

As tarifas dos pedágios de rodovias paulistas privatizadas ficaram mais caras a partir deste mês. Os reajustes chegam até a 14%, percentual bem acima da inflação, que fechou o último ano em 6,5%.

O sistema Anchieta-Imigrantes, que leva o motorista às praias do Litoral Sul, é o que terá o maior custo. O pedágio passará de R$ 20,10 para R$ 21,20 para veículos de passeio, um "assalto" institucionalizado!

Em São José, o pedágio da Carvalho Pinto passa de R$ 2,40 para R$ 2,50.

A alta terá consequência sobre o bolso do trabalhador, uma vez que influencia diretamente para o reajuste das tarifas de ônibus metropolitanos e no preço de diversos produtos, sobretudo alimentícios, que são transportados pelas rodovias.

Somado à alta dos combustíveis, que em junho foi de 7,83% para a gasolina, e 3,94% para o diesel, o prejuízo pode ser ainda maior, e deve ser sentido em breve.

Na última eleição, o então candidato Geraldo Alckmin (PSDB) prometeu "revisar" os termos dos contratos que privatizaram as rodovias paulistas. Passado o período eleitoral, o governador nada fez a respeito.

Ao todo, o estado de São Paulo tem 84 praças de pedágio controladas por 18 concessionárias. No site da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) é possível consultar a lista completa de pedágios com os respectivos valores (link abaixo).

http://www.artesp.sp.gov.br/download/artesp_tarifas_pedagios_julho_2011.pdf